Notas de um sonho americano

Há vinte cinco anos desembarquei em Washington carregando a fantasia de prosseguir meus estudos musicais na América. Eu tinha parentes na cidade, o que facilitava consideravelmente meus primeiros passos: ter uma casa, o que comer, e alguém que me orientasse num país estrangeiro. O Brasil era um país pobre, fechado, cuja economia parecia uma peça de humor negro. A classe média estava achatada, a elite, como de praxe, mantinha seus traseiros sentados em seus belos assentos, e os pobres eram tão pobres que às vezes você se pegava chorando apenas por andar nas ruas. O presidente, um sujeito bigodudo do Maranhão, estava de saída. O novo presidente, recém-eleito, era um playboy que usava gravatas caras e que tinha uma mulher que lembrava uma noiva de festa junina. Por mais ingênuo que se fosse, era difícil imaginar que o país pudesse fugir ao trágico destino latino americano. Desembarquei em Washington com a convicção de que não voltaria tão cedo ao Brasil, ávido em entender o país que iria me acolher nos próximos anos.
A primeira preocupação de um brasileiro na América no final dos anos 1980 era provar à imigração que se tinha onde ficar e que os valores que se trazia em moeda e cheques de viagem eram suficientes para se manter no país. Éramos considerados turistas de quinta, loucos para abandonar a própria pátria para ter o que no próprio país era improvável. Muitos voltavam para o Brasil sem conseguir vencer o balcões da imigração, e aos que eram concedido o visto de turista, como foi o meu caso, o prazo máximo de estadia não costumava ultrapassar os quatro meses. Resumindo: tinha quatro meses para prestar o exame de proficiência em inglês e ser aceito em alguma instituição que me concedesse um visto de estudante. Precisava ainda arrumar um bico que me rendesse algum dinheiro para me manter no país. Se tudo desse errado, a possibilidade mais aventada pelo grupo de brasileiros que encontrei na mesma situação, era seguir até o Canadá e voltar para os Estados Unidos tentando obter um novo visto.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: