Yeats, o poeta moderno

A ele os irlandeses recorrem quando querem lembrar quem são; a ele, nós, filhos da modernidade, deveríamos recorrer quando no sentimos confusos com os desdobramentos deste tempo. Nesta sexta, um dos de seus belos poemas ganha formas orquestrais quando a Osesp interpreta A coat, musicado pela inglesa Anna Clyne. (Abaixo você o lê apenas com a maravilhosa música do poeta):

I made my song a coat
Covered with embroideries
Out of old mythologies
From heel to throat;
But the fools caught it,
Wore it in the world’s eyes
As though they’d wrought it.
Song, let them take it,
For there’s more enterprise
In walking naked.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: