O melhor de 2015

O que de melhor aconteceu neste ano que se recusa a acabar não está em livros, na música ou nos filmes; está na vida real, nas narrativas que o tempo histórico vai tecendo, valendo-se de dúzias de personagens secundários, com fantasias de grandeza. Se pudéssemos – infelizmente somos sanguíneos demais para poder – nos distanciar de verdade de tudo o que o país viveu nos últimos meses, talvez nos surpreendêssemos com dias que, abaixo da superfície histérica, foram forjados pela coragem de enfrentar a craca que suga há séculos nossas potências. Grandes dias. Brindemos a eles.

A cultura teve bons momentos, mas não é fácil competir com tantos eventos. Quem chegou mais perto foi o francês Michel Houellebecq, com o seu “Submissão”, onde imagina uma França muçulmana daqui a poucos anos. Lançado dias antes do ataque ao Charlie Hebdo (inclusive ocupava sua capa na semana dos atentados), talvez sirva como um lembrete de que mesmo numa era de aceleração sem paralelo, a arte ainda pode se antecipar aos fatos.

O ano também foi ótimo em pequenas grandes surpresas. De “Que horas ela volta?” a “Chatô”, que conseguiu colocar uma bela interrogação sobre os intestinos de nossa fomentação cultural. Foi o ano de brilhantes interpretações em “45 anos” e “Deephan”, de um novo – a meu ver o último – Bond com Daniel Craig, com sua antológica sequência de abertura; foi o ano do fim de “Mad Men”, numa temporada equivocadamente cindida. Ano de Louis C.K. se estabelecer como o maior comediante em atividade, apesar de o rótulo ser incapaz de dar conta de seu talento. Ano do lançamento de dois grandes trabalhos de dois grande pianistas americanos: Anthony de Mare e Brad Mehldau. E de um documentário capaz de dar conta do talento sinistro (em todas suas acepções) de Nick Cave.

É mais do que o suficiente. Um banho de mar e meia dúzia de promessas embriagadas devem ser o suficiente para se despedir com graça desse convidado que se recusa a partir, mas de quem algum dia teremos saudades.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: