George Martin, produtor

Quem encontrasse George Martin nas floridas ruas de Londres nos anos 1960, dificilmente imaginaria estar diante de um grande artista. George de certo não ajudava os que vivem amarrados a estereótipos. Primeiro porque se vestia como um executivo, segundo porque era um executivo. Sim, ele dirigia o Parlophone, um dos selos da gigante EMI. Músico de formação clássica, virou diretor de gravações, produzindo álbuns de clássico, jazz e esquetes cômicos. Porém, no começo dos anos 1960, faltava ao catálogo artistas da florescente cena da música jovem (uma ideia tão recente quanto excitante). Os Beatles ocupariam esse espaço.

Naquele começo dos anos 1960 nenhuma das principais gravadoras inglesas havia se interessado pela banda de Liverpool (imagine quantos pulsos foram cortados anos depois). Nem mesmo os outros selos da EMI, nem mesmo Martin. Não fosse a insistência do responsável pela editora da companhia, esse encontro simplesmente não ocorreria. Quando as peças se encaixaram, Martin foi de início fundamental na substituição do baterista da banda, e tempos depois em convencer aqueles jovens a usar cordas e orquestrações. Era o começo da revolução, que para esse escriba atinge seu ápice em “Revolver”.

George inventou o som dos Beatles, um grupo com três compositores geniais. Quebrou barreiras entre a música popular e a vanguarda; moldou na canção popular a combustão nervosa de ideias dos anos 1960. Depois de Martin (e alguns de seus contemporâneos, como Spector), produtor musical virou uma profissão.

Não é pouco.

Aqui, “A day in life“, uma de suas maiores contribuições para a música pop.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: