“Tarântula”, de Bob Dylan

dylanComo tudo que cerca a trajetória de Bob Dylan, a ficção”Tarântula”, que volta trinta anos depois às livrarias brasileiras em nova tradução, é envolvida numa mitologia própria, áreas nebulosas e culto. Versões piratas anteriores ao lançamento oficial, conflito entre Dylan e seu empresário, se somam a um texto difícil de ser definido quanto ao gênero. Às vezes poesia, às vezes prosa, em muitos momentos prosa-poética, um romance na definição de Dylan, ou, simplesmente, um texto “dylaneano”, com articulação e ritmo que qualquer um que goste de suas canções irá imediatamente reconhecer.

Tratei mais de Tarântula no Clube do Livro de hoje, um enclave folk-rock em meio à maratona carnavalesca.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: