Arquivo da tag: Eduardo Barillari

Um cidade futurista de homens solitários

Antes de convidar Eduardo Barillari para produzir o ensaio performático do “Encenações para uma novela russa”, tinha a ideia de escrever um livro sobre seu trabalho, algo que misturasse o ensaio e a ficção, tratando de elementos formais de seus trabalho, ao mesmo tempo dando voz a alguns dos seus personagens.

O projeto está em suspenso, quem sabe um dia eu me arrisque a retomá-lo em meio a tantos desejos que habitam a cabeça limitada pelo tempo e a lenta construção da escrita. Quem sabe.

O que pode ficar registrado aqui, e talvez sirva como sucinto roteiro de entrada para esse trabalho que mereceria uma explosão mais aprofundada dos críticos da arte fotográfica, é sua impressionante capacidade de captar a cidade contemporânea, em especial São Paulo, por meio de elementos sistematicamente deslocados do tempo presente e da apreensão humana. Na arquitetura atual, as megametrópoles parecem projetos de um futuro que nunca virá, e que nos inocula a sensação recorrente de deslocamento, de não pertencimento a este tempo/espaço (basta passar as catracas dos grandes edifícios comerciais atuais e acessar um de seus elevadores automáticos para que essa sensação se transforme em sintoma).

edu5

Ao mesmo tempo, e esse é outro elemento que Barillari registra com precisão, há uma espécie de solidão urbana resignada, uma determinada prática do instante. Coleções desses momentos, onde de alguma forma o homem contemporâneo, anônimo, controlado, monitorado e limitado por papeis sociais fixos, exerce a doce fantasia de um livre arbítrio passageiro. Não pretendo avançar mais. Não agora. As imagens haverão de dizer mais, e o olho sensível haverá de ver mais do que sou capaz de anotar nesses breves parágrafos.

edu6

Para mais informações sobre Eduardo Barillari: http://www.eduardobarillari.com.br / https://www.instagram.com/eduardobarillari/

 

 

Anúncios